COMO INOVAR NO VAREJO PET

O mercado pet no Brasil fechou 2018 com um faturamento de R$ 20 bilhões, se consolidando como o segundo maior mercado do mundo. Neste ano, pela primeira vez, ultrapassamos o Reino Unido e estamos abaixo apenas dos Estados Unidos, que detêm 50% desse mercado.

As grandes redes, muitas vezes com aporte de capital americano, vêm dominando esse nicho no país. Com grande volume de investimento, lojas cada vez maiores, alto nível de organização e grande capacida- de de estoque, também têm dominado as vendas pela internet.

Para que as pequenas e médias empresas não sucumbam frente às gigantes, é necessário que, como em qualquer outro setor, tenham um diferencial, um serviço novo, personalizado e com atendimento de excelência que faça o cliente voltar à loja. É preciso que o empresário explore os pontos fortes do pequeno negócio, como, por exemplo, a proximidade com o cliente final e a intimidade com o consumidor.

Ser pequeno não significa ser amador. Muitas vezes, o proprietário acaba sendo um “faz-tudo”, o que resulta em uma administração ineficiente. Nesses casos, é preciso descentralizar os serviços contratando, na medida do possível, mais colaboradores para que haja maior atenção aos detalhes da gestão do negócio.

Além disso, as pequenas e médias empresas devem inovar cons- tantemente, oferecendo serviços como assinaturas, planos de saúde, planos de benefícios, seguros, venda de produtos naturais, brinquedos inteligentes e outras tendências do mercado.

Se o empreendedor tem mais recursos, é fundamental buscar aper- feiçoamento nas melhores práticas do mundo corporativo. Assim, os investimentos devem passar pela capacitação da equipe, adoção de tecnologia, parcerias que possam servir de vitrine para o seu negócio, sem falar da parte de comunicação, o que abrange um bom plano de mídia, desenvolvimento de conteúdo para a internet, incluindo as redes sociais, e um bom relacionamento com a imprensa.

Mas nada disso vai funcionar se o empresário não oferecer segurança e atenção ao seu principal cliente: os pets. Um carinho especial e tratamento amoroso e respeitoso são os melhores caminhos para a delização do cliente.

Que o mercado continue crescendo, prosperando e nos trazendo sempre mudanças positivas num cenário econômico no qual possamos transformar dificuldades em criatividade.

 

Bruno Freitas

Médico veterinário e empreendedor com MBA em Liderança, Inovação e Gestão 3.0 pela PUCRS. Presidente da CDL Jovem de Volta Redonda (RJ).

Ler Anterior

O PROPÓSITO QUE LHE OFAZ VESTIR A CAMISA

Ler o Próximo

RETROSPECTIVA 2019

Deixe Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *